Muito surf nas primeiras aulas do projeto Surf Solidário – Temporada 2019

Em sua oitava edição, o projeto surf solidário da Kssino Surf Escola, deu início a suas atividades de praia, na terça (08/01) da semana passada. Nesta temporada, o projeto agregou novidades e alguns ajustes, para um melhor aproveitamento das crianças participantes.

Desde o início de novembro, o instrutor responsável pelo projeto Claudio Touguinha, começou a conhecer o grupo de crianças que fariam parte do projeto. Crianças matriculadas na escola Peixoto Primo da praia do Cassino, dos bairros Leopoldo, Atlântico Sul e Querência.

De acordo com o instrutor, há algum tempo ele já vinha com o objetivo de tentar qualificar o projeto, dando uma melhor assistência as crianças, aumentando o tempo de permanência delas no projeto e tendo um acompanhamento pré e pós aulas. Com a ajuda de um grupo formado, por educadoras, agentes sociais e psicóloga foi possível de proporcionar em 2019, o curso de surf gratuito de duas vezes por semana mais este acompanhamento e visitas às famílias dos participantes.

O Projeto

Um grupo de 25 (vinte e cinco) crianças foram convidadas ao Surf Soldario 2019. Tiveram suas primeiras aulas ainda dentro de sala de aula, reuniões com os pais e na semana passada começaram as atividades na praia.
As aulas do projeto acontecem todas as terças e quintas da semana das 16h às 18h . Uma Van escolar busca o grupo em frente ao colégio e as leva a escola de surf. Após a aula, todos os integrantes recebem um lanche e a Van os leva novamente ao colégio.

O curso tem duração de dez aulas mais o acompanhamento das crianças em suas casas, levando em consideração que estão em suas férias escolares. Um dos pré-requisitos que foram exigidos, para participar das aulas de surf, era se esforçar ao máximo no colégio para passar de ano, além de outros. O comportamento e comprometimento durante o verão pré e pós aulas, também são quesitos que estão sendo avaliados junto a suas famílias.

De acordo com o instrutor responsável, o objetivo nesta temporada é fazer com que estas 25 crianças tenham uma “ocupação” divertida com algum objetivo. A aprendizagem do surf, além de fazer com que estas crianças tenham vivências com o esporte, é fazer com que elas ocupem o tempo livre, onde muitas delas permanecem nas ruas sem ter o que fazer. Com o projeto, além dos ensinamentos do surf, elas tem um contato com o habitat natural, lições de comportamento no meio, consciência ambiental, diversão, amizade entre outros.

Neste ano o projeto conta com os parceiros: Hotel Laghetto Viverone, Surfers Sushi, Postos Buffon, Galeto Caxias, Ótica Estima, Tarôa Surf Skt Shop, Sagres, Aloha Surf Store, Alemão transporte escolar e Sesc RG.

Todas as pessoas interessadas em conhecer o projeto estão convidadas a presenciar as aulas, nas terças e quintas às 16h, próximo ao antigo terminal turístico.

… por Kssino.com

Compartilhar:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Confira o conteúdo completo do site